PMDB Mulher-RJ promove ações para estimular vacinação contra o HPV

Campanha foi intensificada após notícia de que um lote com 20 mil vacinas vence em agosto e corre risco de perder a validade (foto: reprodução G1)

O Rio de Janeiro corre o risco de perder um lote de 20 mil vacinas contra o HPV, conforme mostrou reportagem do Bom Dia Brasil, da TV Globo, no dia 23/05. A notícia, com base em dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio, informa que as doses têm vencimento no mês de agosto e podem ser descartadas devido à baixa procura. Com o objetivo de evitar esse desperdício e promover a conscientização quanto à doença, o PMDB Mulher-RJ deu início à campanha “Vacinação contra o HPV”. Foi elaborada uma cartilha informativa sobre o contágio e a prevenção do HPV que será distribuída nas comunidades do Rio. A ação também ocorre na Internet com peças informativas nas redes sociais e através de um hotsite que esclarece todas as dúvidas sobre o HPV e a vacina.

Recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina é oferecida pelo Ministério desde 2014 para meninas entre 9 e 13 anos. Este ano, foi estendida às meninas até os 14 anos e passou a ser oferecida também aos meninos entre 12 e 13 anos em duas doses,  com intervalo de seis meses entre elas. Mas, até 2020, a faixa etária masculina será ampliada gradativamente para meninos a partir de nove anos de idade. Estudos feitos em outros países que já adotaram a vacinação de meninos mostram que a inclusão dos meninos contribui para a diminuição do câncer de colo do útero e vulva das mulheres, já que isso possibilita a diminuição da circulação do vírus na população, o que beneficia o público feminino. Além disso, os próprios meninos serão beneficiados, já que a vacina protege contra câncer de pênis, garganta, ânus e verrugas genitais, problemas também relacionados ao vírus.

A cartilha do PMDB Mulher-RJ será distribuída aos moradores do Morro do Faz-Quem-Quer, Mangueira, São Carlos, Guadalupe, Anchieta, Barros Filho, Arará, São Cristóvão e Barreira do Vasco, entre outras comunidades. O núcleo feminino do partido, em parceria com as associações de moradores, espera mobilizar adolescentes e seus responsáveis sobre a vacinação, importante nesta faixa etária para prevenção ao contágio.

“Estamos fazendo um levantamento dos postos de saúde e das Clínicas da Família. Esperamos que esses jovens sejam efetivamente vacinados para não perdermos as vacinas”, frisou a presidente do PMDB Mulher-RJ, Kátia Lôbo. No morro de São Carlos, está prevista uma atividade com a escolinha de futebol da comunidade, que tornará a vacinação contra o HPV um pré-requisito para as inscrições de novos alunos.

Kátia ressaltou que a gratuidade da vacina é resultado de uma sugestão do PMDB Mulher-RJ aos deputados estaduais Rafael Picciani e Bernardo Rossi, que elaboraram a Lei nº 6060/2011, criando o Programa Estadual de Vacinação contra o HPV. “Quando o projeto foi proposto, havíamos detectado a necessidade de oferecer essa vacina de forma gratuita e prezamos por uma geração de mulheres saudáveis”, afirmou Kátia.

 SOBRE O HPV

O HPV é um vírus que ataca a pele ou as mucosas e pode provocar infecções, verrugas genitais e cânceres, como o de colo do útero ou de pênis. A transmissão acontece por contato direto com a pele ou mucosa infectada, além de relações sexuais.Saiba mais em: http://pmdbmulher-rj.org.br/VACINACAOHPV/